Biossegurança

BiossegurancaBiossegurança

A Inova opera todas as suas atividades com vírus ativo em ambiente de biocontenção que atende integralmente a nova lei de biossegurança para manipulação de vírus da febre aftosa, sendo classificada como Nível de Biossegurança 4 (NBL4), segundo A Instrução Normativa nº 5 de 28 de março de 2012 e de acordo com a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Conta com mais de 3.000 metros quadrados de área biossegura, tendo áreas exclusivas e dedicadas para atividades de Controle de Qualidade e de Produção de antígenos.

Controle de Acesso / Portas

Nas áreas biosseguras todas as portas de fronteira são denominadas especiais ou de contenção e tem como característica a vedação do ar.

São de dois tipos: Contenção Simples (portas internas) e Contenção Absoluta (portas de fronteira com o exterior). Possuem intertravaemento de portas e controle de acessos pelo Sistema de Supervisório.

As entradas nas áreas são realizadas através de senhas alfa-numéricas ou biometria, sendo monitoradas pelo Sistema Supervisório – Central de Automação -, onde se registra os acessos em cada ambiente que possua os teclados de acesso.

Vestiários

O Inova possui duas áreas de vestiários para acesso às áreas ABS, totalmente separadas e independentes entre si, sendo uma para a Produção ABS e uma para a área de Controle de Qualidade ABS.

São constituídos de três áreas distintas: Uma área externa considerada limpa (não contaminada), dois boxes com duchas com piso rebaixado formando um dique de contenção e uma área interna, considerada contaminada.

Suas portas possuem intertravamento, contam com sistema de abertura monitorado eletronicamente para entrada e também acionamento controlado pelo fluxo de água nas duchas, com temporizador para abertura automática para saída, sendo que as portas internas das duchas possuem abertura manual de emergência para retorno, sempre para as áreas biocontidas.

Outras áreas de fronteira

Placas de Passagem

Todas as entradas de utilidades e serviços foram planejadas e executadas em “Placas de Passagem” em aço inox 316L, concretadas/chumbadas em forma de “sanduíche”, evitando-se escapes ou micro fissuras.

Automação e Supervisão Predial

Toda a planta biocontida é supervisionada e monitorada em tempo real, com manutenção de registros de todos os aspectos associados à biossegurança, bem como de todos os aspectos cruciais em termos de produção de suspensões virais.

A sala de controle e automação é acessada externamente à planta, entretanto o sistema é espelhado para as áreas de produção e controle de qualidade ABS, utilizando Interface Homem/Máquina (IHM) de acesso amigável e protegido por senha.

Sistema de Ventilação – HVAC

A manutenção das cascatas de pressão negativas é primordial e essencial para a biossegurança da planta NBL4.

Para tanto, a Inova possui seis (6) sistemas de ventilação dedicados às áreas biocontidas. Todo o sistema foi concebido em redundância, duplo em série e em paralelo, para atender a demanda de biocontenção e manutenção das cascatas de pressão negativas. Conta com a instalação de dumpers controladores de fluxo automáticos, presença de dupla filtragem HEPA, com redundância de cabines filtrantes para exaustão e de CLP para garantir o funcionamento do software de controle de cada sistema.

Gerador de Energia e UPS

Na Central de Utilidades e Serviços temos um sistema constituído de dois módulos de UPS de 160 Kva (Uninterrupted Power Supply ou No Break industrial) para os sistemas essenciais. Dois geradores de energia com partida automática imediata de 480 Kva, sendo um deles completamente dedicado à planta biossegura e o outro para a área limpa, podendo em caso de falha do primeiro, supri-lo, complementam a segurança energética em caso de falha ou falta de energia.

Condutos Elétricos

Todos os condutores de cabos elétricos e de informática são de aço inox 304 com bocais em aço galvanizado, separados das paredes e selados com massa de epóxi, garantindo sua estanqueidade.

Pias e Ralos

Construídos em aço inoxidável, possuem selo hídrico e tamanho suficiente para suportar a pressão negativa.
Todo o circuito de tubos e sifões é aparente, sendo facilmente supervisionado pela manutenção, através das circulações técnicas, desde a saída das salas até a entrada no tanque de armazenamento de efluentes líquidos – TE 01. Todos são direcionados ao subsolo para a descontaminação térmica dos resíduos líquidos produzidos.

Água, Ar e Vapor

As áreas biosseguras contam com sistemas próprios de produção e circulação de água quente e fria para os seus processos, bem como um looping interno de água PW com tanque de armazenamento e recirculação localizados dentro da área contida.

Entorno imediato

É protegido através da instalação de cercas, com sistema de controle de acesso e circuito de CFTV constituído por duas (2) câmaras 360° externas, interligadas à Central de Automação.